CARNAVAL ROBÓTICO


Qual a reação do nerd quando pensa em carnaval? A primeira é “odeio carnaval”, a segunda “opa, quatro dias pra ficar no PC”. Mas dando uma olhadela menos preconceituosa não é que há relação entre escolas de samba e nerdices?

Além da mulherada com pouca ou nenhuma roupa, o maior destaque dos desfiles das escolas de samba são os carros alegóricos. E é interessante notar o quanto de robótica é aplicado na construção desses veículos, e também como os sambas enredo englobam os mais variados temas. Ok, talvez seja mais fácil caracterizá-los como marionetes gigantes, mas a princípio funcionam da mesma forma. Ao invés de engrenagens e circuitos o que move as articulações dessas coisas é a velha força bruta humanóide, o que para os carnavalescos é muito mais confiável.

O interesse por robôs é universal, o apelo dessas máquinas não se limita a amantes de tecnologia e cinema de ação, pois todo homem quer para si o poder da criação, o poder de Deus. A cultura pop pode vulgarizar certas discussões que rolam a décadas entre os especialistas e amantes do gênero, porém sem o grande público que recebe e consome essas obras, acredito que tampouco existiria material para os criadores dessas obras. Afinal, todos os robôs da ficção são extensões do ser humano. E tem algo mais interessante que os humanos ? Existe obra de ficção cientifica em que os dilemas humanos não sejam o mote ? Por isso não reclamo e nem acho heresia quando uma festa que inicialmente nada tem a ver com “meu mundo” se apropria do Sonny, unidade robótica do filme Eu, Robô. Em 2010, a carioca Acadêmicos do Salgueiro apresentou o tema Histórias Sem Fim, onde o livro é uma extensão da memória e da imaginação. O samba enredo  conta a história da literatura fantástica, e para representar a ficção cientifica foi criado um incrível carro baseado no filme do Will Smith.

Outra escola carioca, a Acadêmicos da Grande Rio, em 2008 fez um carro alegórico que nada mais era que a versão gigante e pilotável do robô Ambiental Híbrido Chico Mendes, fazendo uma homenagem a importância do gás (?) em nosso dia a dia. A máquina foi criada pelo laboratório de robótica Cenpes (da Petrobras) para inspecionar dutos de combustível e posteriormente começou a ser usado para monitorar águas amazônicas difíceis de acessar com barcos. Curiosos que no mesmo desfile tinha um outro carro que lembrava muito o Robocop.

 

 

 

 

 

 

 

 

Postagem do blog Mundo Robô do nosso amigo Rodrigo Candido

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s